A rasteira com strass ficou velha?

3 Nov

Uma coisa que me deixa de coração partido é ver algum objeto que gosto muito envelhecer e não ter recuperação. Principalmente quando não foi barato. Isso acontece o tempo todo com bijuterias, roupas e sapatos…  Em algumas situações, porém, não dá pra recuperar, mas dá pra reaproveitar! Aqui está um belo exemplo.

rasteiraEssa rasteira eu ganhei de minha mãe para usar no meu casamento, em 2009. Ela até que durou, mas já fazia mais de um ano que estava com cara de velha, só que não conseguia me desprender! Heheheh!

Aí, num belo dia vi uma calça e tive uma ideia. Peguei um jeans mais neutro, tirei o strass da sandália e deu nisso:

calca_resultadoUma nova calça e o alívio de não ter jogado  – totalmente – a sandália fora! Gostaram?

Leave-in para cabelo cacheado

14 Out

Atenção, cacheadas! Novos favoritos na parada! Continuo naquela busca sem fim ao leave-in perfeito, mas agora mais tranquila, pois achei dois fortes candidatos.

leaveInCacheados

Moroccanoil Intense Curl Cream – Uso quando lavo o cabelo. Aplico uma quantidade pequena, pois ele é bem pesado. Se passar um pouco do ponto, os cachos já ficam meio ensebados. Mas se encontrar o ponto ideal, o resultado é ótimo!

SH-RD Protein Cream – Esse tem a aparência de uma pomada. É um pouco mais oleoso, por isso prefiro aplicar no cabelo já seco, para reduzir o frizz e resgatar os cachos que já desmancharam. Também recomendo moderação na dosagem, pra não ficar com um visual tipo Soul Glo.

E você, já descobriu seu leave-in ideal?

Sorteio de camiseta Ajaiô

11 Out

Sorteio Ajaiô

Hoje vim trazer uma boa notícia para vocês! A Ajaiô Camisetas vai sortear uma camiseta feminina Bahia República do Som e mandar para a sua casa. Gostou do modelo? Não é a sua cara, mas combina com uma amiga? Então corra e participe, até o dia 27/10/2013. Para garantir seu nome no sorteio, basta escolher uma das opções abaixo e seguir os passos indicados.

OPÇÃO A
1. Curta a página da Ajaiô no Facebook (www.facebook.com/ajaionoface).
2. Compartilhe (em modo público) a imagem original do sorteio.

OPÇÃO B
1. Siga a @ajaiocamisetas no Instagram.
2. Comente a imagem original do sorteio, marcando 3 amigos.

O resultado será divulgado no dia 01/11/2013. Atenção: a camiseta será enviada para um endereço no Brasil! Intercambistas ficam de fora. =P

Para entrar no clima, aqui estão algumas sugestões de combinação para sua futura camiseta Ajaiô!

Inspiração Bahia República do Som

Boa sorte!

Itália: conhecendo Roma – parte II

15 Ago

Já falei um pouco de Roma, mas ainda não cheguei ao que mais interessa: aqueles monumentos que nos lembram as aulas de história do ginásio. Ui! Vamos voltar pro lado bom da coisa…

Como disse no post anterior, Roma é uma mina de pontos turísticos. Se você passar um mês na cidade, aposto como vai encontrar atrações para conhecer todos os dias. Porém… já que é bem improvável que fique tanto tempo, vou listar aqui aquelas que eu acho que realmente não dá para perder.

Uma dica interessante que nos deram foi comprar o Roma Pass, um passaporte que dá direito ao uso do transporte público (ônibus, metrô e trem) e vale como ingresso para dois museus ou sítios arqueológicos. Mas o melhor de tudo é não precisar enfrentar a enorme fila do Coliseu! Nós também o usamos no Palatino/Fórum Romano e Castel Sant’Angelo, por isso concluí que Coliseu/Palatino/Fórum contam como uma única atração. O Roma Pass atualmente custa € 34,00 e vale por três dias, que começam a ser contados na sua primeira utilização. Nós o compramos numa banca de revistas.

Vamos à viagem! Agrupei os pontos turísticos, de forma que possam ser visitados num dia – ou não, caso tenha mais tempo para distribuir as atividades ou queira encaixar outros programas no roteiro. 

DIA 1

Coliseu

Esse dispensa apresentações. O anfiteatro construído na Roma Antiga é o símbolo do Império Romano. Em forma de elipse, suas medidas horizontais chegam a 190 por 155 metros. E por mais que você tenha visto fotos, lido textos, a sensação de estar lá é diferente. Ao lado do Coliseu fica o Arco de Constantino.

Fórum Romano e Palatino

O mesmo ingresso vale para as duas atrações, que ficam distribuídas numa área enorme. O Palatino é uma colina onde moraram – muito bem, diga-se de passagem – alguns imperadores romanos. O Fórum Romano era o centro da vida pública na Roma Antiga. Neste espaço você verá ruínas impressionantes de templos, casarões, igrejas, além de belos jardins.

Monumento Nazionale a Vittorio Emanuele II

Uma grandiosa homenagem ao primeiro rei da Itália unificada, Vítor Emanuel. A construção abriga o museu da Unificação Italiana e um mirante. Nós não entramos, mas ficamos impressionados com a magnitude do monumento. Não deixe de passar por lá.

DIA 2

Museu do Vaticano e Capela Sistina

Amante da arte ou não, católico ou não, recomendo que você vá ao museu e veja esculturas, quadros, múmias, mapas que somente lá poderá encontrar. Na Capela Sistina estão aquelas famosas pinturas de Michelangelo, Rafael, Botticelli, entre outros. Reserve seu ingresso com hora marcada e reduza seu tempo na fila (aqui) .

Basílica de São Pedro (Basilica di San Pietro)

“Quem foi o megalomaníaco que construiu isso?!” – foi a primeira coisa que pensei quando cheguei à praça da basílica. Tudo ali é enorme! O templo ocupa uma área de 23 mil m² que ficam quase que inteiramente tomados por uma multidão de visitantes. Não espere encontrar sossego naquele lugar. Vá para admirar a grandeza e beleza do patrimônio da igreja católica. Ah! E não deixe de observar a hilária farda da guarda suíça, na saída da basílica!

Atenção: não permitem a entrada de pessoas vestindo bermudas e camisetas sem manga.

Castel Sant’Angelo

Pertinho do Vaticano e ao lado do rio Tibre, este castelo foi originalmente costruído pelo imperador Adriano como seu mausoléu. Alguns séculos depois, assumiu a função de edifício militar, quando foi integrado à Muralha Aureliana. Da área aberta do monumento, ao lado do restaurante, é interessante ver que a muralha cerca o castelo e se estende em direção ao Vaticano. Isso de fato me lembrou as aulas sobre as cidades feudais. Achei muito legal conhecer um castelo de verdade, e a vista do terraço é fantástica.

DIA 3

Pantheon

Pan: todos; theon: divindade. Construído pelo imperador Adriano sobre as ruínas de outro templo, o Pantheon é mais uma das obras romanas que impressionam pela grandeza. No centro da sua cúpula, uma abertura circular com 8 metros de diâmetro permite a passagem do sol ou da chuva(!). A entrada é livre e a visita é rapidinha.

Fontana de Trevi

Definitivamente, uma das mais bonitas fontes de Roma, se não a mais bonita. Com aproximadamente 20 metros de largura e 20 de altura, ocupa quase que completamente uma praça encaixada entre casarões e prédios. E não é só o tamanho que impressiona: ela levou 30 anos para ficar pronta, e por dia são recolhidos em média €3.000 em moedas, destinados a caridade. A fonte é uma representação de Netuno, deus romano das águas e dos mares, e de aspectos do oceano.

Via del Corso

Pausa para compras! Esta avenida reúne grifes, lojas de departamento e lojinhas locais. Na verdade, a maioria das grifes fica naquela região, mas não exatamente na Via del Corso. Entre as marcas que você vai encontrar lá estão H&M, Zara, Nike, Accessorize. Já nas redondezas, Gucci, Fendi, Chanel, Givenchy e companhia.

Piazza di Spagna e Trinità dei Monti

No século XVII, a praça era território da embaixada da Espanha – daí seu nome atual. Entre ela e a igreja de Trinità dei Monti, está a disputada escadaria de 135 degraus, que é ponto de encontro de italianos e turistas. Lá embaixo, no meio da praça, se destaca a linda Fontana della Barcaccia.

Mesmo resumindo, é muita coisa, né? Mas por hoje é só! Caso queira mais informações, o site de turismo de Roma é uma boa fonte:  turismoroma.it . E, no próximo post, vamos para a Toscana! Aguarde.

Itália: conhecendo Roma – parte I

13 Ago

Após uma estada de cinco dias em Roma, posso afirmar que ela é a verdadeira cidade turística. São muitos os pontos turísticos, mas basta caminhar pela cidade para descobrir uma nova atração a cada esquina – alguns discretos outros arrebatadores. E, na minha opinião, esse foi o melhor programa da Itália: andar. Então, separe seu tênis mais confortável e vamos conhecer Roma!

A capital da Itália tem muito pra ver, pra fazer, pra comer, por isso dividi esse post em dois: o primeiro dá uma visão geral da cidade e de sua culinária, enquanto o segundo apresenta os pontos turísticos que considero imperdíveis. Melhor do que ficar aqui tentando descrever o que vi é mostrar. Confira agora um pouco de Roma.

roma_geral

Ficamos hospedados no Inn Spagna, próximo à Piazza di Spagna. O hotel é simples e não tem elevador, mas valeu pela excelente localização e pelo bom atendimento. De lá fizemos quase todos os passeios a pé – inclusive a Via del Corso, que fica a poucas quadras.

Nesta região, você encontra também uma infinidade de restaurantes, cafés, confeitarias. Entre os que conhecemos, recomendaria a Grano Frutta e Farina, que tem doces maravilhosos, e o restaurante Baccano, onde conheci e me apaixonei pelo queijo burrata (fotos abaixo). Como já disse antes, eles entendem mesmo de cozinha, então é difícil errar na escolha. Neste quesito, as dicas que posso dar são:

  • Pedir vinho e água da casa (bom e barato!);
  • provar a burrata. A do Baccano é com aliche;
  • provar algum prato temperado com trufa (o fungo, não o doce!);
  • tomar muito sorvete
  • e, se não achar esquisito, abastecer a garrafinha de água nas inúmeras fontes da cidade.

roma_culinaria

%d bloggers like this: