Tag Archives: rasteira

A rasteira com strass ficou velha?

3 Nov

Uma coisa que me deixa de coração partido é ver algum objeto que gosto muito envelhecer e não ter recuperação. Principalmente quando não foi barato. Isso acontece o tempo todo com bijuterias, roupas e sapatos…  Em algumas situações, porém, não dá pra recuperar, mas dá pra reaproveitar! Aqui está um belo exemplo.

rasteiraEssa rasteira eu ganhei de minha mãe para usar no meu casamento, em 2009. Ela até que durou, mas já fazia mais de um ano que estava com cara de velha, só que não conseguia me desprender! Heheheh!

Aí, num belo dia vi uma calça e tive uma ideia. Peguei um jeans mais neutro, tirei o strass da sandália e deu nisso:

calca_resultadoUma nova calça e o alívio de não ter jogado  – totalmente – a sandália fora! Gostaram?

Comprinhas na Feira Hippie

19 Set

No domingo passado fui à Feira Hippie de BH para procurar uma sandália rasteira. Fiquei só na “seção de calçados”, mas foi o bastante para enlouquecer! Os vendedores são rápidos para acompanhar as tendências. Tons pasteis, slippers, bico fino… tudo já está disponível nas barraquinhas.

Como programado, comprei a rasteira, mas não consegui parar por aí. Com muito esforço, encerrei as compras com uma sapatilha de bico fino, tipo Valentino. Ela custou R$45 e a outra, R$25. Pechincha, hein?!

Ironias da moda

16 Maio

Tava fazendo o último post (Old partners) e me lembrei dessas fotos que tirei no mesmo lugar há uns dois anos – na Serra do Rola-Moça. Adoro esse vestido e sempre que uso ganho elogios. Adivinhe quanto ele custou! Exatos R$25. Lembro bem que minha prima voltou na loja (no centrão de Itabuna – BA) pra comprar e nós ficamos indignadas porque a vendedora aumentou o preço para R$30!

Se é de qualidade? Ele já tem pelo menos seis anos de idade. Tenho certeza que custaria, no mínimo, o triplo do preço se estivesse numa loja de shopping.

Às vezes fico indignada com os preços do setor de vestuário, mas infelizmente nós somos os culpados desses aumentos. Não resistimos a uma compra! E pagamos pelo valor percebido, não pelo real. Por isso sou tão a favor das lojas de departamento.

Old partners

16 Maio

 

A melhor parte da moda é descobrir formas de atualizar peças antigas. Mas isso só acontece quando o item é de qualidade.

Nesse dia, usei quatro coisas que me acompanham há um bom tempo: a saia, a bolsa, o cinto e a rasteira.

Comprei a bolsa em Fortaleza, em 2003, e hoje ela está mais do que atual, além de totalmente conservada. O cinto é da falecida Yes, Brazil. Que saudade eu tenho dessa loja. As melhores calças jeans que eu tive foram de lá.

Tava reparando agora que a saia tem comprimento midi – que não me agrada muito. Acho que não tinha prestado atenção antes porque ela é rodada, então não chega a me prejudicar tanto.

A sandália é um pouco mais recente e já tá definhando. Comprei em 2007 por baratíssimos 30 reais, então tá perdoada – mas gosto tanto que vou usar até se desintegrar!

Brinco da Rommanel que eu eu amo! O colar também é de lá.

%d bloggers like this: